Script data e hora digitais

ASA vence, mas Murici vai decidir 1º turno do Campeonato Alagoano

ASA vence, mas Murici vai decidir 1º turno do Campeonato Alagoano
Com gol do artilheiro Lima, Alvinegro faz 1x0 em Arapiraca, mas precisava de mais um para se classificar




Bruno Soriano

Gazetaweb




O ASA fez o dever de casa na segunda partida das semifinais do 1º turno do Campeonato Alagoano, em partida realizada na tarde-noite deste sábado (08). Porém, marcou apenas uma vez, com o atacante Lima (artilheiro isolado da competição, agora com nove gols), de cabeça, aos 15 minutos do primeiro tempo, e acabou eliminado, já que precisava vencer o Murici por diferença de no mínimo dois gols no Estádio Municipal Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca.


Isso porque o Murici venceu a primeira partida, no José Gomes da Costa, por 3x1, revertendo a desvantagem depois de classificar no soar do gongo, quando se garantiu na quarta posição somente na última rodada da primeira fase, com o ASA, líder da fase inicial, avançando com o direito de jogar por dois resultados iguais, fazendo a partida seguinte diante de seu torcedor.

O Murici, do técnico Gilmar Batista, agora aguarda o resultado da outra partida da semifinal, entre Santa Rita e Coruripe, no Estádio Olival Elias de Morais, marcada para as 15h15 deste domingo (09). Como venceu a primeira partida por 2x1, o Coruripe - que se classificou em 3º lugar - precisa ao menos empatar fora de casa para seguir adiante na competição.

E a primeira partida da grande decisão já tem data e local marcados. Será no José Gomes da Costa, tendo início às 20h30 da próxima quarta-feira (12), devido à impossibilidade de o Murici, quarto colocado na fase anterior, fazer o segundo jogo em casa.


Para o técnico Gilmar Batista, do Murici, o time visitante fez por merecer a classificação. "Os jogadores se entregaram, mas poderíamos ter sofrido menos. Tínhamos a obrigação de aproveitar um pouco mais o contra-ataque. Precisamos de mais qualidade nos setores de meio-campo e ataque para conquistarmos o título", comentou o treinador.

Batista ainda enalteceu o empenho do veterano atacante Júnior Amorim, que, mesmo sumido, esteve em campo até o apito final do árbitro Charles Hebert. "Líderes como ele são muito importantes em qualquer competição, dentro e fora de campo. Nós esperamos continuar surpreendendo. Temos um conjunto. O Júnior veio para fazer esse papel e está correspondendo. Todos estão deixando a vaidade de lado", emendou o técnico alviverde, que vai acompanhar a segunda partida das semifinais.

"Vamos assistir à partida, para que possamos neutralizar aquilo que nosso adversário tiver de bom. Quando joga fora de casa, o Coruripe costuma dar muito trabalho. Será um jogo franco, aberto", concluiu.

Um gol e nada mais

A partida teve um início eletrizante, com o ASA chegando logo aos cinco minutos, quando Evânio desviou de cabeça e viu a bola passar perto do poste esquerdo do goleiro Léo. Na sequência, o Murici respondeu, aos 8’, quando, após bate-rebate na grande área, a bola sobrou para Júnior Amorim, que tentou o chute para o gol praticamente vazio, mas escorregou em seguida, desperdiçando boa chance.

O Alvinegro tinha mais posse de bola e, precisando da vitória, partia para cima. E para delírio de sua torcida, que compareceu em bom número, o ASA abriu o marcador aos 15 minutos. Após cruzamento da direita na primeira trave, o atacante Lima subiu livre de marcação e tocou no canto esquerdo do goleiro Léo, que nada pôde fazer: 1x0.

O Murici, porém, não se abateu com o gol, tentando explorar o contragolpe, mesmo sem chegar pelas laterais do campo. O ASA, por sua vez, mantinha o ritmo, apesar de não criar o bastante, errando muitos passes e esbarrando na marcação alviverde.

E as equipes seguiram a alternar algumas poucas até o fim da primeira etapa, como aos 36 minutos, quando o Murici quase chegou ao empate em belo chute de fora da área, quando o volante Dival recebeu pela direita e solta uma bomba, vendo a bola passar raspando o poste direito do goleiro Marcão.

Já aos 39’, o ASA ainda respondeu com Wanderson. O atacante alvinegro recebeu pela esquerda, fintou o zagueiro e chutou rasteiro. A bola passou perto do poste esquerdo do goleiro Léo, que respirou aliviado ao ver a bola sair pela linha de fundo.

Retranca alviverde e chance no final

O técnico interino Moisés Neto mexeu no ASA para o segundo tempo. O time de Arapiraca voltou do vestiário disposto a definir a classificação, mas seguiu a pecar no quesito último passe. Numa das poucas chances reais de gol, aos oito minutos, arriscou chute de fora da área, com a bola raspando o poste esquerdo do goleiro Léo.

Gilmar Batista também promoveu mudanças no Murici, preferindo fortalecer a marcação a tentar o gol de empate e confirmar a vaga na final. Porém, o time alviverde quase igualou a disputa aos 34 minutos. Após lançamento da direita, Júnior Amorim surgiu nas costas da zaga e chutou de primeira. O goleiro Marcão deixou a pequena área e fez grande defesa no canto direito.

O ASA ainda teve duas boas oportunidades, com Thallyson (que substituiu o meia Kiko) e Wanderson, enquanto o Murici desperdiçou a melhor chance de gol do segundo tempo, já aos 41 minutos. Em rápido contragolpe, Josy deu grande passe e viu Paulistinha (que entrou no lugar do meia Everlan) sair na cara do gol, tocando, por cobertura, na saída de Marcão, com a bola passando por cima, muito perto do travessão, no último lance de perigo do jogo.


Ivaldo José Fragoso Ribeiro
Diretor Administrativo e Comercial
ivaldofragosomalandrinho@gmail.com

Antônio Guimarães
Jornalista Responsável

CNPJ: 03.135.085/0001-03
CCM - 900763591
(82) 99617.4108 / 99304.3673