Script data e hora digitais

Dolabella pede isenção de despesa em ação contra ex e Justiça nega

A Justiça do Rio negou o pedido de gratuidade de Dado Dolabella, 37, no processo judicial envolvendo o ator e a ex-mulher e publicitária Viviane Sarahyba. Cabe recurso da decisão

No pedido, que já havia sido negado em primeira instância pela Justiça, o ator afirma que tem renda mensal entre R$ 1.000 e R$ 2.000 e, por isso, não poderia arcar com os custos da parte dele, como pagamentos de taxas e demais despesas processuais.

"A via recursal eleita pelo apelante não é a adequada para combater a decisão que acolheu o pedido de revogação da gratuidade da Justiça. [...]. Em face do exposto, voto no sentido de não conhecer do apelo, mantendo-se a decisão prolatada pelo magistrado de primeiro grau, na forma em que se encontra lançada", afirmou o desembargador Luiz  Henrique Oliveira Marques, da 11ª Câmara Cível do Rio. A decisão é da última segunda (18).

O processo contra Sarahyba se refere a 2014, quando o ator foi condenado a 2 meses e 15 dias de prisão, em regime aberto, por injúria e dano, após xingar e escrever palavras ofensivas no carro da ex-mulher. A pena foi convertida em serviços comunitários, além de ele comparecer mensalmente em juízo para informar e justificar suas atividades, avisar quando deixar o Rio, e participar em grupo reflexivo para homens, nas situações de violência doméstica e familiar contra a mulher

Dolabella é pai de três filhos, fruto dos seus relacionamentos com a produtora Juliana Wolfer, a publicitária Viviane Sarahyba e Fabiana Vasconcelos Neves.  

+ De lingerie, Sabrina Sato exibe barrigão de gravidez

PRISÃO

Em 5 de fevereiro de 2018, Dado Dolabella foi preso após a 1ª Vara da Família, da Barra da Tijuca do Rio, expedir mandado de prisão por falta de pagamento de pensão alimentícia. Após cumprir dois meses de prisão no 33° DP de São Paulo, o ator foi solto no dia 6 de abril. 

Ele devia R$ 196 mil de pensão, segundo a polícia, ao filho quem teve com Fabiana Vasconcelos Neves. Na época, o ator afirmou que o valor da pensão está errado e de acordo com um salário que ele não recebe mais. "Eu queria dar muito mais para o meu filho. Que pai não quer?", disse em entrevista ao telejornal Hora 1, da Globo.

Na prisão, o ator tinha uma geladeira própria, trazida do Rio de Janeiro pela mãe, Pepita Rodrigues. O artista, que é adepto do veganismo, cozinhava suas próprias refeições com produtos trazidos às quartas-feiras (dias de visita) pela mãe.

Legumes, verduras, sucos, frutas e carne de soja fizeram parte do cardápio de Dolabella, que conseguiu um novo discípulo gastronômico nos dois meses de estadia no 33º Distrito Policial.  Em dois meses, a única visita constante recebida foi a da mãe. Nenhum outro familiar ou namorada visitou o ator. Os advogados foram até o 33º DP nos dez primeiros dias de prisão, segundo o agente de carceragem.

Esta foi a segunda vez que o artista foi preso pela mesma dívida com Fabiana Vasconcelos Neves, a mãe da criança. Em agosto de 2017, Dolabella foi preso no Rio por não pagar mais de R$ 190 mil em pensão atrasada, mas foi liberado no dia seguinte.

OUTROS CASOS

Condenado em 2014 pela Lei Maria da Penha por agredir em 2008 em uma boate no Rio a atriz Luana Piovani, à época sua namorada, e a camareira dela, o ator foi condenado a pena de 2 anos e 9 meses em regime aberto por danos morais.

Em abril do ano passado, Piovani relembrou o caso em seu canal no YouTube. "Ele me agrediu, sim, fisicamente. Tanto que ele foi processado. Só que na Ismê [a camareira], a agressão dela foi considerada grave. Ela ficou com os dois antebraços engessados. No meu caso, foi uma bifa gigante na fuça mesmo, na cara. E me machucou os braços, porque me apertou. Mas eu não deixei de trabalhar. Só fiquei usando um casaquinho para conter a vergonha dos braços. O tapa não machucou. A minha foi uma agressão considerada leve, a da Ismê foi grave."

Também em 2014, Dado foi condenado a dois meses e quinze dias de prisão por injúria e dano, após escrever xingamentos na lataria do carro da ex- mulher, Viviane Sarahyba. Para este caso, a Polícia Civil afirmou em nota que existe mandado de prisão em regime aberto, expedido pelo 3° Juizado de Violência Doméstica de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, já que o ator não cumpriu uma série de termos condicionais, como participar de grupo de reflexão para homens e comparecer em juízo mensalmente.

 

Com informações da Folhapress.


Ivaldo José Fragoso Ribeiro
Diretor Administrativo e Comercial
ivaldofragosomalandrinho@gmail.com

Antônio Guimarães
Jornalista Responsável

CNPJ: 03.135.085/0001-03
CCM - 900763591
(82) 99617.4108 / 99304.3673