Script data e hora digitais

Alagoas registra maior elevação salarial, diz Caged


Desempenho é atribuído aos investimentos na qualificação profissional



Agência Alagoas






Número divulgado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho e do Emprego (MTE) informa que Alagoas teve o maior ganho real de salário do País. O aumento médio registrado foi da ordem de 9,96% nas novas contratações realizadas no Estado no acumulado de janeiro a setembro.

Em relação aos postos de trabalho, foram criados em Alagoas, em setembro de 2013, 16.285 empregos com carteira assinada. Essa elevação, em termos relativos, representa expansão de 9,96%, em relação aos assalariados com carteira assinada no mês anterior. A média nacional no período foi de 2,20%.

Para o secretário de Estado do Trabalho, Emprego e Qualificação Profissional, Alberto Sextafeira, o número do Caged representa um avanço. “É uma boa notícia. Será uma notícia ainda melhor se esse índice representar uma tendência”, afirmou. “Quando se modifica uma matriz de emprego com novos empreendimentos e se exige maior escolaridade, maior qualificação dos trabalhadores, o salário também aumenta. Eleva-se a exigência, eleva-se o salário”, destacou o secretário.

Segundo o secretário de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes, 20 novos hotéis e 79 empreendimentos industriais de grande porte foram prospectados para o Estado, nos últimos seis anos e meio, o que contribuiu para elevação do potencial de empregos e do nível salarial.

“Alagoas conta com mais de 14 mil empregos diretos gerados na atual gestão. As articulações realizadas pelo Governo do Estado levam em consideração ainda o impacto que esses resultados terão para a mudança na vida dos alagoanos. Por isso, investimos também em qualificação, e a prova disso é que temos o quinto melhor Senai do País”, pontuou Luiz Otavio.

Para a economista Luciana Caetano, é preciso verificar se esse índice divulgado pelo Caged – que são números divulgados pelas empresas – vai representar uma tendência, conforme avaliou também o secretário Sextafeira. Para ela, a melhoria na qualificação dos trabalhadores é determinante para a melhoria dos salários. “É importante destacar que houve um avanço no nível de escolaridade por conta dos programas de formação profissional desenvolvidos pelos governos federal e estadual”, afirmou a economista.


Ivaldo José Fragoso Ribeiro
Diretor Administrativo e Comercial
ivaldofragosomalandrinho@gmail.com

Antônio Guimarães
Jornalista Responsável

CNPJ: 03.135.085/0001-03
CCM - 900763591
(82) 99617.4108 / 99304.3673