Script data e hora digitais

Maceió Rosa: roda de conversa fala sobre alimentação preventiva

Iniciada em 1º de outubro, a campanha Maceió Rosa tem realizado ações de prevenção ao câncer de mama e de colo do útero nos equipamentos sociais da capital. Na manhã de ontem (8), uma roda de conversa tirou dúvidas sobre alimentação preventiva das usuárias da Unidade de Saúde Carla Nogueira, no Conjunto Selma Bandeira, no Benedito Bentes.

A ação teve a participação de duas experientes nutricionistas que mostraram as possibilidades de uma alimentação saudável a baixo custo. “Nossa pretensão era explicar para essas mulheres que elas podem se alimentar melhor, de maneira mais equilibrada. O nosso papel aqui foi mostrar que fazer isso é muito mais barato do que elas imaginam. Às vezes, as pessoas pensam que a alimentação preventiva é para quem pode, e não é. Isso, na verdade, é um direito igual e as pessoas podem se alimentar de forma mais saudável e equilibrada, com o preço bem em conta. Basta ir à xepa, por exemplo, e comprar tudo o que está na promoção, pois lá tem muitos alimentos que são anticâncer, que fortalecem nossa imunidade, nosso o corpo e evitam que a doença se instale”, disse Moema Ferro.

Para Maria Eduarda di Cavalcanti, a proposta era a de reforçar a prevenção. “Nessa roda de conversa com as mulheres da comunidade, que são assistidas no Selma Bandeira, conversamos sobre alimentação como fator de prevenção do câncer de mama. Falamos um pouco sobre os alimentos que devemos evitar em razão dos fatores que levam ao câncer, o que pode e o que não podemos modificar, mas com um foco maior nas dúvidas que elas têm em relação aos alimentos, a importância das frutas e verduras, na diminuição do consumo de produtos industrializados, que sabemos que está bem alta. Tratamos sobre isso de forma bem dinâmica”, disse a nutricionista.

Para a primeira-dama, Tatiana Palmeira, e coordenadora da campanha Maceió Rosa, ações simples, como mudanças nos hábitos alimentares, podem fazer a diferença para defesa e combate do câncer de mama. “Mudanças sempre são difíceis, principalmente quando mexem com o nosso dia a dia. Mas essa roda de conversa serviu para que as nutricionistas mostrassem que é possível mudar o cardápio de forma simples e barata. Ingerir mais alimentos naturais, com poucos, ou nenhum conservantes, fortalece o organismo e evita que doenças como o câncer se instalem ou venham com mais força”, disse.

 

Fonte: Tribuna Independente


Ivaldo José Fragoso Ribeiro
Diretor Administrativo e Comercial
ivaldofragosomalandrinho@gmail.com

Antônio Guimarães
Jornalista Responsável

CNPJ: 03.135.085/0001-03
CCM - 900763591
(82) 99617.4108 / 99304.3673