Script data e hora digitais

Alagoas deve ter aumento de 5% a 6% nas vagas de emprego

As ofertas de vagas de emprego temporário para os festejos de fim ano já começaram. As oportunidades são perfeitas para quem deseja vencer o desemprego, se posicionar novamente no mercado de trabalho e ganhar um dinheiro extra. E para falar do assunto, o TH Entrevistadessa semana conversou com o empresário Guido Junior, presidente da Aliança Comercial de Maceió.

Guido falou sobre as perspectivas de contratações para o final de 2018 e salientou a importância de cursos profissionalizantes.

Segundo o presidente da Aliança Comercial, este ano há uma perspectiva de aumento de 5% a 6% comparado ao mesmo período de 2017. “Não temos a quantidade de vagas disponíveis no momento em números, por que tem muitas empresas de fora aqui na Capital fazendo contratações também. Mas a estimativa é um aumento em torno de 5% a 6% por cento. Esse aumento é estimado pelos associados da Aliança Comercial”, comenta.

“As vagas já estão abertas. Desde agosto as empresas geralmente começam a fazer seleção. Setembro e outubro são os meses que têm maiores contratações para as vagas de serviço temporário. Existe um período de treinamento, que é feito por cada empresa”, explica Guido Júnior.

Ainda de acordo com Guido Júnior, 30% dos empregos temporários são efetivados. “As vagas geralmente são para três ou quatro meses. Mas muitos destes empregados acabam sendo efetivados. A maioria das empresas, por exemplo, que contrata 10 temporários, acaba contratando três, porque sempre existe aquele funcionário que não está mais adaptado ou conseguiu outra coisa”, ressalta.

Entre os setores que vão contratar para o fim de ano, o presidente da Aliança Comercial disse que a maioria é no setor do comércio. “Geralmente as maiores contratações são em lojas de calçados, roupas, magazines e tem também no ramo de móveis e eletros que contratam pessoas para montagem e entrega, que nesse período tem um fluxo maior”, disse.

O empresário também deu algumas dicas para quem está procurando emprego. “Eu sempre digo para quem está procurando emprego, mesmo que seja para uma vaga temporário, é para o funcionário vestir a camisa da empresa, atender bem o cliente, além de fazer cursos profissionalizantes, se inovar para não desperdiçar as chances. O principal é seguir as regras da empresa. Atualmente fidelizar o cliente também está sendo uma regra para os funcionários. Se o consumidor é bem atendido, ele volta para loja e procura o mesmo empregado que o atendeu. Isso é importante. A concorrência está muito grande”, sugere.

Guido explica que os interessados em uma dessas vagas devem procurar as lojas, empresas – no setor de Recursos Humanos (RH) e deixar o currículo. “Eu prefiro que deixem os currículos nas próprias lojas e/ou empresas. Algumas têm bancos de dados. Vale também enviar via e-mail, mas o olho no olho mostrar que de fato você está interessado naquela vaga”, ressalta.

 

TRIBUNA HOJE


Ivaldo José Fragoso Ribeiro
Diretor Administrativo e Comercial
ivaldofragosomalandrinho@gmail.com

Antônio Guimarães
Jornalista Responsável

CNPJ: 03.135.085/0001-03
CCM - 900763591
(82) 99617.4108 / 99304.3673