Script data e hora digitais

Renan Filho conta com apoio da maioria na Assembleia Legislativa

Se na Câmara de Vereadores de Maceió, o candidato ao governo Fernando Collor de Mello (PTC) tem o apoio da maioria, o cenário na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) é o oposto. Dos 27 deputados estaduais, Renan Filho (MDB), que tenta a reeleição no pleito deste ano, terá ao seu lado ao menos 20 parlamentares.

Desde que foi eleito em outubro de 2014, o governador conseguiu ter uma situação confortável dentro da Assembleia Legislativa, contando com o apoio até mesmo de parlamentares que são membros de partidos ditos da oposição, a exemplo do PSDB e PP. Em quase quatro anos de gestão, Renan Filho contou, em diversas ocasiões, com votações favoráveis de deputados como Edval Gaia Filho (PSDB) e Tarcizo Freire (PP) em relação a projetos do governo.

Com a candidatura de Fernando Collor ao governo, o cenário da disputa acabou tomando um novo rumo e deputados já avaliam com quem irão marchar nesta campanha. São os casos do tucano Edval Gaia e do pepista Davi Davino Filho, que durante o mandato teve uma passagem pelo MDB.

“Eu já tinha um compromisso com Renan filho, mas vou me reunir com o partido para discutir esse novo quadro, pós-convenção”, explicou Edval Gaia à Tribuna Independente.

Já assessoria de comunicação do deputado Davi Davino Filho (PP) informou que a família do parlamentar ainda está definindo esse apoio. O deputado Tarcizo Freire (PP), por sua vez, confirmou que a probabilidade é apoiar a reeleição de Renan Filho, mas que ainda está resolvendo. “A possibilidade é de ficar com o ‘Renanzinho’. Amanha [hoje] tenho mais firmeza na informação. Estou resolvendo”.

Já o deputado Pastor João Luiz, recentemente filiado ao PRTB, que por sinal está coligado com a base do governador Renan Filho, disse ainda não ter decidido quem irá apoiar.

ANÁLISE

Para a cientista política Luciana Santana, os apoios demonstrados tanto na Câmara de Maceió quanto na ALE reproduzem a relação dos parlamentos com os respectivos poderes executivos.

“A composição majoritária da Assembleia é governista e reflete inclusive no apoio mais intenso que na verdade são de prefeitos.

“A composição majoritária da Assembleia é governista e reflete inclusive no apoio mais intenso que na verdade são de prefeitos. Hoje se pensarmos qual o apoio do Collor? Ele se sustenta basicamente principalmente em Maceió e Arapiraca.

Para cientista política, PTC quer ampliar bases

Para a cientista política Luciana Santana, a chegada de Fernando Collor na disputa governamental é recente e o período de negociação ainda permanece. Ela ressalta ainda que um dos objetivos do candidato ao governo pelo PTC é ampliar a base da oposição na Assembleia Legislativa, como também tentar eleger um deputado federal. Em Alagoas, o PTC lançou o nome apenas do filho do senador, Fernando James.

“Vamos dizer que o Fernando Collor não ganhe a eleição ao governo estadual, mas ele pretende mostrar um posicionamento político de oposição que não há uma satisfação absoluta do governo do Renan Filho. O partido dele precisa ter pelo menos nove deputados federais eleitos em Brasília e é um partido pequeno para ter acesso ao fundo partidário, além de formar uma base de oposição mais consistente. A chance do PTC fazer um deputado federal estando dentro da chapa com o PSDB é muito maior do que ele saindo sozinho”.

Neste contexto eleitoral, já se vislumbra, nos bastidores políticos que haverá uma nova disputa entre o governador Renan Filho e o senador Fernando Collor em 2022, caso Renan seja reconduzido ao cargo.

Cogita-se que Renan Filho possa ser um dos candidatos ao Senado para a única vaga em disputa em Alagoas. O tema, por enquanto, é tratado como pauta política distante. Contudo, o senador Fernando Collor sabe que é preciso focar em Alagoas, mantendo as bases para conseguir seu terceiro mandato consecutivo no Senado.

 

Fonte: Tribuna Independente


Ivaldo José Fragoso Ribeiro
Diretor Administrativo e Comercial
ivaldofragosomalandrinho@gmail.com

Antônio Guimarães
Jornalista Responsável

CNPJ: 03.135.085/0001-03
CCM - 900763591
(82) 99617.4108 / 99304.3673