Script data e hora digitais

Sem avanço nas negociações, ALE permanece fechada

Sem avanço nas negociações, ALE permanece fechada


Depois de esperar um resultado positivo através da presidente da Assembleia Legisaltiva, a deputada Flávia Cavalcante (PMDB), e nenhuma proposta ser apresentada, os servidores da Casa seguem paralisados desde a semana passada, sem previsão de retornar ao trabalho.

Hoje pela manhã os servidores se reuniram em frente à ALE e prometeram, caso não sejam atendidos, impedir a aprovação do orçamento do Estado dentre outras pautas de interesse do governo.

Além do pagamento do mês de dezembro, 13º salário e férias, os servidores reivindicam o pagamento de resíduos e folhas salariais atrasadas, conforme acerto anterior mantido com a Mesa Diretora da Casa.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Assembléia Legislativa, Luciano Vieira, após esperar durante toda tarde uma resposta positiva através da reunião da Mesa Diretora, o resultado, segundo Vieira, é que teriam sido informados de que a Assembleia irá seguir com as negociações com o Palácio do governo.

Em virtude do feriado de Natal, a resposta por parte do governo só poderá ser ouvida na próxima quinta-feira (26). Até lá, a ALE permanece de portas fechadas.

Nota

Em nota emitida no final da tarde desta terça-feira, a Mesa Diretora divulgou  que as informações solicitadas já foram remetidas formalmente desde o dia 20 de novembro,  e que aguarda repasse para quitar salários.

Leia a nota na íntegra

A Mesa Diretora interina da Assembleia Legislativa passou a manhã desta segunda-feira, 23, reunida com os demais parlamentares, para decidir quais as medidas a serem adotadas com o objetivo de garantir os recursos necessários ao pagamento do décimo-terceiro salário, bem como os vencimentos relativos ao mês de dezembro dos servidores da Casa. Depois de tantas reuniões explicativas em Palácio, a presidente interina Flávia Cavalcante (PMDB) vive uma expectativa em relação à posição do governo do Estado de atender e repassar os recursos para saldar os compromissos de final de ano com os servidores do Legislativo.

Segundo Flávia Cavalcante, as informações solicitadas já foram remetidas formalmente desde o dia 20 de novembro. Com isso, a Mesa Diretora rejeita o argumento apresentado pelo governador Teotonio Vilela Filho, de que o pleito fica inviável nesse fim de ano por já ter sido encerrado o exercício financeiro do Sistema Integrado de Administração Financeira de Estados e Municípios (Siafem). Diante do impasse, os deputados acertaram que, apesar dos diversos projetos do Executivo que tramitam na Casa, as votações somente serão retomadas com o fim da greve dos servidores, que ocorrerá com o repasse financeiro ao Legislativo.


tnh1


Ivaldo José Fragoso Ribeiro
Diretor Administrativo e Comercial
ivaldofragosomalandrinho@gmail.com

Antônio Guimarães
Jornalista Responsável

CNPJ: 03.135.085/0001-03
CCM - 900763591
(82) 99617.4108 / 99304.3673