Script data e hora digitais

Mesa da Assembleia fez transações bancárias após afastamento

Mesa da Assembleia fez transações bancárias após afastamento
Documentos revelam 46 movimentações atípicas

 



Gazeta de Alagoas





Após o afastamento da Mesa Diretora a pedido do Ministério Público Estadual, por irregularidades em pagamentos diversos, a Assembleia Legislativa do Estado (ALE) ainda fez 46 movimentações bancárias com saída de recursos de suas contas. Entre elas estão pagamentos por ordem bancária, autorizações para débito e até pagamentos de salários.

Esses últimos seriam pagamentos de pessoal, mas que chamam a atenção porque ocorreram fora dos dias em que normalmente se faz o repasse do vencimento aos servidores.

Somente no dia 1º de novembro, quando houve o afastamento da Mesa Diretora, a ALE movimentou, para fora de seus cofres, R$ 545.773,20 – mais de meio milhão de reais. E até o último dia 27, o total das movimentações de débito feitas só em novembro somava R$ 1.389.109,69.

Os dados foram obtidos ainda como resultado de decisão da Justiça Federal na ação de exibição de documentos movida pelo deputado João Henrique Caldas, o JHC (SDD), no início do ano passado e concedida em meados de 2013. Os extratos de conferência trazem a identificação da conta, informado como “Assembleia Legisl AL Salários”, data em que foi aberta, período a que se refere e o número que a identifica na Receita Federal (CPF/CNPJ).

O quadro com discriminação das movimentações traz a data em que foi feita, o código da operação, seu valor e o saldo restante. É neste campo que se encontra a informação de que na última quarta-feira (27), a Assembleia ainda tinha em caixa R$ 11.189.248,83.


Ivaldo José Fragoso Ribeiro
Diretor Administrativo e Comercial
ivaldofragosomalandrinho@gmail.com

Antônio Guimarães
Jornalista Responsável

CNPJ: 03.135.085/0001-03
CCM - 900763591
(82) 99617.4108 / 99304.3673