Script data e hora digitais

Garoto indiano de 3 anos ganha novo rosto após cirurgia nos EUA

b_450_400_16777215_00_images_2014_trimestre03_OLHOS_GRANDES.jpg

Um garoto indiano de 3 anos ganhou um novo rosto após ser submetido a uma cirurgia para corrigir uma condição genética rara que lhe causava dor e humilhação. Maan Singh nasceu com síndrome de Pfeiffer, doença que faz com que o crânio e os ossos do rosto parem de crescer proporcionalmente. Por isso, o cérebro do garoto não conseguiu se desenvolver e ele tinha olhos arregalados, além de sentir dificuldades para comer, dormir e respirar.

As pessoas humilhavam Maan Singh por sua aparência na Índia. A mãe da criança, Priya, contou ao New York Daily News que já chegaram a jogar pedras nele por causa da sua condição.

Priya e o marido Rishi procuraram hospitais que pudessem corrigir a condição do filho. Maan chegou a ser operado, mas o procedimento não obteve sucesso. A mãe conta que um dos médicos chegou a dizer que a família precisava se conformar, pois nada poderia ser feito.

Em uma busca na internet, Priya e Rishi encontraram a myFace, nome atual da antiga Fundação Nacional para a Reconstrução Facial, sediada nos Estados Unidos, que oferece gratuitamente cirurgias reconstrutivas faciais para crianças e adultos sem recursos financeiros. Eles enviaram um e-mail relatando a história de Maan, em setembro do ano passado.

A instituição e o cirurgião plástico pediátrico David A. Staffenberg, da Universidade de Nova York, aceitaram o caso em 20 de abril deste ano. Maan e seus pais foram trazidos aos Estados Unidos em maio e o primeiro procedimento foi feito no dia 4 de junho.

O cirurgião e sua equipe tiveram que mover os ossos da testa de Maan, as órbitas, o nariz e o maxilar superior, todos ao mesmo tempo, em uma operação delicada –ainda mais pelo fato de Maan ter apenas três anos, sendo o paciente mais jovem do doutor Staffenberg a passar pela cirurgia.

O procedimento inicial deixou o menino com minúsculos parafusos na parte de trás de cabeça. A mãe do garoto deveria a cada dia manuseá-los para continuar o movimento dos ossos, facilitando assim a pressão sobre o cérebro, olhos e vias respiratórias e Maan.

Submetido a uma segunda operação na semana passada, que removeu os parafusos da parte de trás de sua cabeça, Maan recebeu alta e, segundo os médicos, está curado e não sofrerá mais problemas de saúde ou de preconceito na Índia.

 

UOL.COM


Ivaldo José Fragoso Ribeiro
Diretor Administrativo e Comercial
ivaldofragosomalandrinho@gmail.com

Antônio Guimarães
Jornalista Responsável

CNPJ: 03.135.085/0001-03
CCM - 900763591
(82) 99617.4108 / 99304.3673